CURTA NOSSA PÁGINA !!!

Faça parte de nossas redes sociais e nosso canal no youtube.

Festival Promessas é a queda da Igreja, diz pastor

Enquanto muitos comemoram a audiência do Festival promessas exibido no último sábado (15) pela Rede Globo, pastores como Paulo Junior criticam esta aliança entre cristãos e a emissora carioca dizendo que ela anuncia a “queda da igreja”.

Junior é pastor titular da Igreja Aliança do Calvário e conhecido na internet pelo site Defesa do Evangelho, que trabalha fazendo alertas sobre a troca de valores nas pregações das igrejas que tiraram Deus do centro e colocaram o homem.

Ao falar sobre os projetos Troféu e Festival Promessas, o pastor cita que o show não representou o avivamento da Igreja. “O advento do Troféu Promessas que a Rede Globo transmitiu, você está achando que aquilo lá é avivamento? Aquilo lá é a aliança de Josafá com Acabe, aquilo lá é a queda da igreja”, disse.

“Quando os cantores gospel fazem esta aliança estão declarando a céu aberto a queda e a apostasia da Igreja Contemporânea”, conclui.

Em sua pregação o pastor critica também as letras das canções que foram entoadas no show, dizendo que são antropocêntricas e não cristocêntricas. “Aquilo não é louvor bíblico”, diz.

“O evangelho está fraudado, diluído, adulterado, prostituído. Você encontra 50 milhões de evangélicos no Brasil e o país nunca foi tão corrupto”.

É nessa parte da pregação que ele questiona as conversões, dizendo que na história da Igreja, a mudança era vista na sociedade o que não temos visto nos últimos anos. “Se está havendo conversões de verdade, se está havendo um derramar do Espírito, a criminalidade tem que abaixar, o estupro tem abaixar, o aborto tem que abaixar”.

Assista:

Natal, o nascimento de Cristo em nossa vida

E ela dará à luz um filho, e lhe porás o nome de JESUS, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. (Mateus 1.21)

E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens. (Lucas 2.52)

O Natal representa o nascimento de Cristo dia após dia em nossa vida. Ser cristão é ser um pequeno Cristo nesta terra, um discípulo de Jesus que vive de acordo com o que Ele ensinou com sua própria vida.

Querido irmão, que o Natal seja uma data especial para você e para todos os seus familiares. Que neste dia, vocês possam repensar sobre o que o nosso Senhor e Salvador veio ensinar-nos com sua vida e com seu relacionamento com Deus e com os homens!

Que o amor, o perdão, a alegria, a paz, a bondade, a mansidão, a tolerância, a compaixão e o domínio-próprio sejam constantes em nosso viver diário! Que a intimidade com Deus, a unção, a autoridade e o poder divino sejam desenvolvidos em nossa vida diariamente até chegarmos à estatura de Cristo!

Meu desejo de todo o coração é que você e sua família tenham Jesus reinando em sua vida, para que as marcas dele estejam impregnadas em tudo o que fizerem, em suas palavras e atitudes. E, assim, todos verão e sentirão a diferença em seu viver, sendo atraídos para Deus por sua vida, seu modo de ser e de agir.

Que Deus o abençoe cada dia mais!

Um forte abraço e Feliz Natal!

Fonte: Verdadegospel

Deus Não é Garçom !!

Em algumas igrejas hoje está sendo pregado que se você der 10% do que ganha para “deus” (o deus criado por eles) então você poderá exigir o que quiser e ele te dará.
Em outras palavras, estão dizendo que se você der 10% para ele, ele te servirá. Essa não é a função de Deus e sim de um garçom. Devemos sim dar o dízimo, porém devolvendo a Deus algo que não é nosso, e não visando receber algo em troca.

No meio “evangélico” hoje impera a idolatria por um deus que não é o verdadeiro Deus.
O deus criado pelos falsos cristãos é um deus que os serve, que precisa deles, e que está limitado ao tempo e espaço (dado que está mais preocupado com o aqui e o agora).

O único e verdadeiro Deus é soberano sobre tudo e não muda seus planos. Ele não atende orações egoístas e mesquinhas. Não faz barganha e nem troca favores. Deus é onipotente e não precisa de nada, nem de nossa adoração para ser completo. Entretanto, Ele nos ama profundamente, mais do que um pai ama a um filho, mesmo quando este filho é apenas um filho esbanjador e interesseiro.

O único e verdadeiro Deus é gracioso e bondoso, Ele quer dar o melhor para seus filhos. Tem prazer em honrá-los e abençoá-los, porém Ele faz APENAS o que é o MELHOR para seus filhos. Mesmo que seja a correção. Nós não sabemos orar como convém justamente porque não sabemos o que é melhor para nós. E estas falsas igrejas cristãs dizem que o deus deles deve fazer tudo aquilo que eles decretarem. Eles estão em idolatria, pois o deus deles não é o Deus da bíblia.

A idolatria evangélica gira em torno de um deus que é o próprio ego. Onde tudo o que você deseja está no centro. O deus criado ali deve te ouvir e te atender, caso contrário você não vai mais dar seus míseros 10% ou mais (mesmo que fosse tudo). Não está muito diferente do que alguns católicos fazem com seus santos. Quando o santo Antônio não atende alguma mulher encalhada, ela vira ele de cabeça pra baixo, pra ver se ele aprende a fazer as coisas direito. Essa religião não é cristã.
 
 O Deus verdadeiro é temido, Ele é fogo consumidor, diante dEle não há espaço para mesquinharia, prepotência, egocentrismo. Qualquer ser humano que esteja diante deste Deus Santo dobrará os seus joelhos e haverá temor em seu coração. Saber que estamos diante de um Deus que é Eterno, Soberano, Onipotente, nos traz temor. Ao mesmo tempo que saber que estamos diante de um Deus Justo, Bom, Amoroso, Misericordioso, Onisciente, nos traz a certeza de que TUDO que Ele fizer será o melhor.
O verdadeiro cristianismo dobra os seus joelhos e diz AMÉM, que seja feita a SUA vontade! Jamais faça a minha!

Que tipo de cristianismo é o seu?
 
Autor: Daniel Simoncelos  
Divulgação: Estudosgospel.com.br 




O menor é o maior

Pastor Moacyr Neto: O poder da graça e a salvação

Elaine de Jesus - Que Ele cresça

Fome de Deus

Bem-aventurados vós, que agora tendes fome, porque sereis fartos. Lucas 6.21a

É comum escutarmos alguém dizer: “Não tenho sentido Deus falar comigo mais”, ou “Não tenho sentido a presença de Deus nos cultos”. Será que o problema está no pastor? Ou na igreja?
Com certeza, o problema está na pessoa! Dizem que “o melhor tempero é a fome”, e isso é uma verdade. O que vai determinar aquilo que receberemos de Deus é a quantidade da fome que temos dEle.
Talvez, o problema de fraqueza espiritual resida no fato de não sentirmos muita fome espiritual. No que diz respeito ao corpo físico, o primeiro sintoma de enfermidades é a perda de apetite. Não poderíamos dizer o mesmo sobre o espírito?
Muitas vezes, enquanto uma canção está sendo ministrada por um cantor, algumas pessoas sentem a presença do Senhor e choram; outras apenas olham, ouvem e analisam se ele está afinado ou não.
Devemos, portanto, refletir sobre como tem sido nosso apetite espiritual.

Rev. Machado