CURTA NOSSA PÁGINA !!!

Faça parte de nossas redes sociais e nosso canal no youtube.

Aline Barros - Geração Bem Aventurada

                                                     
                                                Geração Bem Aventurada: Aline Barros

Eu faço parte de uma geração Que busca, clama e se arrepende Que adora ao Senhor Que busca santidade E vive as promessas de um Deus fiel

Eu quero receber das mãos do meu Senhor Minha parte, a minha coroa Eu faço tudo que for preciso para ser Bem-aventurado pelo meu Senhor.

Bem-aventurados são Os que buscam o Teu Reino Que têm fome e têm sede de justiça Esses então receberão O que Deus tem prometido Uma herança que deixou para os seus filhos

Bem aventurados são Os misericordiosos e de coração humilde, manso e puro Eles serão como farol Como torre bem erguida A cidade edificada sobre o monte Eu tenho fome Eu tenho sede de Deus.

Voz Da Verdade - Além do Rio Azul


Além do rio azul As ruas são de ouro e de cristais Ali tudo é vida, ali tudo é paz Morte e choro, nunca mais Tristeza e dor, nunca mais! Além do rio azul As ruas são de ouro e de cristais Ali tudo é vida, ali tudo é paz Morte e choro, nunca mais Tristeza e dor, nunca mais! Verei o grande rio da vida Claro como o cristal Verei a face do meu mestre querido Não haverá mais noite ali Não haverá nenhum clamor Verei os olhos de Jesus E tocarei seu corpo enfim As nações andarão em sua luz E as portas jamais se fecharão A cidade é de ouro puro De jaspe é seu muro Além do rio azul Morte e choro, tristeza e dor Nunca mais, nunca mais Morte e choro, tristeza e dor Nunca mais, nunca mais Além do rio azul

VOCÊ TEM AMIGOS ?


"e se cumpriu a Escritura, a qual diz: Ora, Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça; e: Foi chamado amigo de Deus."  Tg 2. 23

Muitas pessoas nos cercam na escola, no trabalho, na igreja e até na família. Mas, quantas dessas pessoas são seus amigos? Amigos do peito? Amigos mais achegados que irmãos? Amigos que você teria coragem de abrir o coração? Amigos que chegariam em sua casa, depois de todos já terem saído? 

Nós precisamos de amigos! Amigos verdadeiros! Dentre todos os amigos, há um amigo que jamais vai decepcionar você; que estará sempre ao seu lado, em todas as circunstâncias. Esse amigo é Jesus !!

Ateu se converte ao Evangelho após ver sua filha ser milagrosamente curada através das orações de missionários

Um ateu se converteu ao Evangelho após ver a cura milagrosa de sua filha de sete anos, que sofria com diversas doenças que a imobilizavam num leito e a única perspectiva era a morte.

O relato foi feito por voluntários do ministério Ponte de Esperança, que desenvolve um trabalho evangelístico e humanitário em diversos países do mundo.

A conversão de Ganesh se deu após ele mesmo ter dificultado a busca de sua família por Deus. De acordo com informações do Charisma News, sua esposa, Marala, soube do trabalho missionário e comentou sobre a possibilidade de pedir oração para a menina Priyala, que sofria com tosses, febres, dores estomacais, entre outros males. A reação do pai foi dizer que não cria em Deus, e portanto, não permitiria a oração.

Os voluntários do Ponte de Esperança então pediram para que Ganesh permitisse que sua filha fosse levada ao médico, mas ele recusou.

Ganesh e Marala trabalhavam na roça e o salário era suficiente para se manterem, porém o chefe da família gastava todos os recursos em bebida e jogos de azar. A realidade difícil só piorou, pois o estado de saúde de Pryiala se agravou e ela não podia mais abrir os olhos.

Um dia, aflita, Marala tomou a iniciativa de ir atrás da equipe missionária enquanto seu marido não estava em casa e pediu que eles fizessem orações pela menina. O pedido foi prontamente atendido, e após as orações, Pryiala demonstrou sinais de melhora.
Os voluntários do Ponte de Esperança encorajaram a mãe a confiar em Deus e pediram para retornar nos dias seguintes. Vendo a melhora de sua filha, que agora já não tinha mais febre e conseguia abrir os olhos, Ganesh não se opôs às orações, e depois que sua filha estava completamente curada, perguntou se poderia se converter ao Evangelho.

“Posso me tornar um cristão? Será que o seu Deus me aceita?”, questionou Ganesh. Em resposta, ouviu dos missionários um breve relato sobre o amor de Jesus e a graça divina. No apelo para abrir o coração a Jesus, Ganesh e sua família se converteram e se tornaram cristãos. “Agora eles oram regularmente e agradecem a Deus por sua provisão”, resumiram os missionários.

Fonte: Gospel+

Cristãos indígenas deixam suas casas para não negarem a Cristo

Indígenas cristãos da Colômbia tiveram que deixar suas casas e partirem sem rumo pelo país para não negar sua fé em Jesus.

De acordo com o ministério Portas Abertas, 139 indígenas foram procurados por autoridades do governo para renunciarem sua fé em Jesus. Sob ameaça de tortura, o grupo assinou o termo e logo depois se arrependeu e tiveram que abandonar suas casas para não sofrerem as retaliações.

“Apesar de ser ameaçado a tortura, eu não renuncio Jesus”, disse um dos cristãos indígenas. “Eu fiz minha decisão de segui-lo”.

A fuga aconteceu em abril de 2013 e o grupo precisou contar com a generosidade de desconhecidos para poder sobreviverem sem casa e sem trabalho.

Um proprietário de terra chegou a oferecer uma parte de seu terreno para que eles pudessem habitar, mas depois de 10 meses forçou-os a deixarem o local por não concordar com a prática religiosa cristã como cultos e a leitura da Bíblia.

Depois de serem expulsos da fazenda o grupo conseguiu se estabelecer em um vilarejo chamado El Pital, próximo a Potrerito, onde vivem em casas improvisadas feitas de pedaços de madeiras e plástico.

As condições de vida nessa nova vila são instáveis e as casas não são tão boas quanto as que eles tiveram que deixar para trás por conta da pressão contra o cristianismo.

O ministério Portas Abertas lembra que a Colômbia é 25º país no ranking de perseguição aos cristãos e pede oração dos cristãos brasileiros para que esses 139 indígenas consigam achar um local para viver.

Fonte: Gospelprime

Número de refugiados é o maior desde a 2ª Guerra

Ao todo, 51,2 milhões de pessoas estão refugiadas, desabrigadas ou em busca de asilo. Mais da metade são de apenas três países: Afeganistão, Síria e Somália, que, não coincidentemente, estão entre os cinco países mais opressores aos cristãos 

Ao redor do mundo, muitos cristãos são forçados a mudar de vida por causa da perseguição. Em países onde há conflitos religiosos, centenas e centenas de cristãos deixam suas casas em busca de lugares mais seguros.
Em 2003, havia um milhão de cristãos no Iraque, hoje existem menos de 345 mil. Dados divulgados pela ONU mostram que o problema de refugiados espalhados pelo mundo é bastante sério e não somente para os cristãos.

"Estes dados nos mostram que a paz está seriamente em déficit no mundo. Estes números são possíveis porque observamos uma multiplicação de novas crises, enquanto ao mesmo tempo as velhas crises parecem não acabar nunca", disse o alto comissário da ONU para os refugiados, Antonio Guterres.

Segundo o documento "Acnur, Tendências Globais 2013", no final de 2013, o número de refugiados chegou a 16,7 milhões, 33,3 desabrigados no interior do próprio país e quase 1,2 milhão solicitava asilo.

Guterres informou que havia 10,7 milhões de novos deslocados em 2013 e 2,5 milhões de novos refugiados, o que ele caracterizou como "um aumento colossal".

O resultado verificado pela ONU é seis milhões maior que o atestado no ano de 2012: 45,2 milhões.
Fonte: Portas Abertas Internacional e BAND

Conheça os 8 grupos menos evangelizados no Brasil

Nas últimas décadas o número de evangélicos no Brasil saltou de 26,2 milhões em 2000 para 42,3 milhões de pessoas em 2010 segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mas apesar do crescimento, há muitas áreas em nosso país que não foram evangelizadas e a revista Ultimato fez um levantamento mostrando onde estão esses povos.
A lista foi divulgada no site da revista mostrando oito segmentos, sendo sete deles socioculturais e um socioeconômico.

O primeiro grupo é formado pelos indígenas brasileiros. De acordo com a revista, há 117 etnias sem a presença missionária, ou seja, milhares de pessoas que não conheceram o Evangelho. Esses indígenas moram no Norte e no Nordeste do país.

Os ribeirinhos da região amazônica também fazem parte dos menos evangelizados. São 37.000 comunidades que vivem na bacia amazônica formada por centenas de rios e igarapés e cerca de 10.000 delas não possuem nenhuma igreja evangélica.

Os ciganos que residem no Brasil também não foram evangelizados, principalmente os da etnia Calon que possui 700.000 pessoas, destes apenas 1.000 se declaram crentes no Senhor Jesus. Esses ciganos vivem em comunidades nômades, seminômades ou sedentárias em pequenas cidades do Brasil.

Os sertanejos também não foram alcançados pela mensagem do Evangelho. A Igreja brasileira já se despertou para a importância de levar a salvação para o povo do sertão nordestino, mas há 6.000 assentamentos que não possuem nenhuma igreja evangélica.

O quinto grupo citado pela publicação são os quilombolas que possuem cerca de 5.000 comunidades no Brasil. Descendentes de africanos, esses grupos se alojam em áreas mais ou menos remotas e aproximadamente 2.000 dessas comunidades não foram alcançadas pelo Evangelho.

Colônias de imigrantes também são pouco evangelizadas. Há mais de 100 países bem representados no Brasil, sendo mais de 300.000 mil pessoas. Muitos deles vieram de países onde não há liberdade religiosa e mesmo em nossas terras eles não foram evangelizados. Esses imigrantes vivem em São Paulo, Brasília, Foz do Iguaçu e Rio de Janeiro.

O sétimo grupo é formado por surdos ou com outras limitações de comunicação. São mais de 9 milhões com dificuldades de se comunicar e apenas 1% delas se declara evangélica.

Infelizmente há pouquíssimos missionários especializados em evangelizar os surdos no Brasil. O oitavo e último grupo tem característica socioeconômica, são os mais ricos e os mais pobres da sociedade brasileira. O Evangelho não consegue alcançar esses dois extremos, sendo que em alguns estados o número de evangélicos entre os mais ricos e os mais pobres é de até três vezes menor que nas outras classes sociais.

Fonte: Gospelprime

Ariely Bonatti - Estou Em Guerra


Estou Em Guerra - Ariely Bonatti 

Estou em guerra, estou em guerra Na luta contra o mal estou em guerra Estou em guerra, estou em guerra Contra o pecado eu estou em guerra Não vou ceder, há um campo de batalha Aqui dentro de mim, preciso vencer O pecado todo dia tem ofertas pra me corromper Querendo na base se infiltrar Mas não vou negociar, não vou tirar a farda No campo de batalha não vou baixar a guarda O meu alvo não é o sangue nem a carne É contra principados e contra potestades Bandeira branca não, paz com pecado não Da santidade eu não abro mão Contra o pecado eu estou em guerra A santidade eu não vou perder E nessa guerra contra potestades Armado com a palavra, eu posso vencer Na torre de vigia não posso vacilar Minha farda é Tua palavra que vai me camuflar O inimigo não vai conseguir me enxergar Meu alvo é santidade, eu vou avançar

Vereador entra com projeto de Lei que propõe leitura obrigatória da Bíblia em escolas públicas e privadas de Fortaleza

O vereador Mairton Felix entrou recentemente com o Projeto de Lei 0179/2014 na Câmara Municipal de Fortaleza, texto que tem como objetivo tornar obrigatória a leitura da Bíblia em escolas públicas e privadas da capital do Ceará.

No texto do projeto, o vereador afirma que a leitura bíblica obrigatória nas instituições de ensino “visa trazer os conhecimentos cultural, geográfico científico e de fatos históricos bíblicos” aos estudantes do município.

- A bíblia é um conjunto de livros (Escritura Sagrada), para muitos um livro religioso, porém o seu conteúdo é universal, científico, arqueológico, cultural, geográfico e histórico, a sua abrangência da escrita é fantástica e corresponde a um período de 1.600 (hum mil e seiscentos anos) – diz a justificativa do projeto.

O texto comenta ainda que a Bíblia foi o primeiro livro a ser impresso no mundo, e fala sobre sua diversidade de autores ao longo do tempo, que a escreveram, apesar de separados por longas distâncias e períodos de tempo, “com uma harmonia excepcional entre eles”.

O vereador fala ainda em seu projeto que seu projeto não fere o caráter laico de estado determinado pela Constituição Federal, e que o projeto “tem a finalidade de enriquecer o conhecimento dos alunos, pois os conhecimentos norteiam as atitudes humanas e até servem para consulta de cientistas, como exemplo de Galileu”.

- O projeto é de cunho educacional e não religioso, a leitura bíblica proporcionará aos alunos fundamentos históricos e sua iniciativa não se contrapõe ao estado laico. Proibir a leitura bíblica nas escolas é uma intolerância que leva ao preconceito e um ato de discriminação – finaliza Mairton Felix em sua justificativa.

Ao divulgar o texto de seu projeto nas redes sociais, o vereador afirma se tratar de uma medida feita “em benefício para toda coletividade, pois as escolas terão desta vez a melhor forma de conhecer a palavra de Deus”.

O projeto foi autorizado pelo Plenário e foi encaminhado para a Comissão de Legislação, Justiça e Cidadania do município.

Fonte: Gospel+

Conversão de índios no Oiapoque muda costumes da aldeia

Em quase 50 anos a evangelização na aldeia Kumenê, que fica na reserva Uaçá, em Oiapoque (AP), extremo norte do país, mudou os costumes e tradicionais dos índios que ali vivem. São quase 2.000 pessoas, a maioria delas, segundo o cacique Azarias Ioio Iaparrá, 50 anos, já se declaram evangélico e frequentam a única igreja da aldeia, um templo da Assembleia de Deus.

Os índios da reserva são da etnia Palikuré e os primeiros missionários viajaram até eles (20 horas de viagem para chegar na aldeia navegando por três rios do Amapá) eram americanos que começaram a falar sobre Jesus e Salvação.

Até então, como relembra o pastor indígena Florêncio Felício, 55 anos, os índios entendiam que Deus era a natureza. “Os missionários explicaram pra gente que Jesus era o único salvador e que Deus fez o céu e a terra. Primeiro não acreditamos muito, mas depois começamos a aceita a palavra e fomos nos batizando nas águas”, disse que ele se converteu aos 25 anos de idade.

A AD onde os Palikuré realizam os cultos foi construída na década de 1990 e aos poucos a conversão dos índios tem mudado o comportamento dos índios e principalmente seus costumes.

Uma das primeiras mudanças percebidas é a distância entre as casas. “Cada família tinha a própria aldeia, mas depois dos missionários passamos a viver mais próximos, como se fosse uma única família”, relatou o cacique.

Além disso, outras coisas mudaram: as pessoas não circulam mais nuas pela aldeia, as danças típicas acabaram, não tem mais feitiçaria de pajés e não há mais caxixi, bebida com teor alcoólico feita com mandioca fermentada e saliva.

O dialeto dos índios de Kumenê é o palikur, mesmo sabendo falar português eles continuam usando esta língua para se comunicar e realizam os cultos nesse dialeto.

As bandas que tocam na igreja, inclusive, cantam músicas em palikur. Um dos principais grupos de louvor se chama “Missão de Gideão” formado há 20 anos.

Magno Malta aparece em pesquisa presidencial; Pr. Silas comenta

Pela primeira vez, Magno Malta foi incluindo na pesquisa eleitoral para a Presidência da República. No levantamento feito pelo Datafolha, divulgado na última sexta-feira (6), na ‘Folha de S. Paulo’, o senador, mesmo sem a legenda do partido e com pouca visibilidade, já aparece em quinto lugar com 2% das intenções de votos.

O pastor Silas Malafaia vê com bons olhos a candidatura de Magno Malta à presidência do Brasil, e afirmou que caso a mesma se concretize dará total apoio a campanha de eleição do senador.

A presidente Dilma Rousseff (PT), embora tenha sofrido mais uma queda, aparece com 34% das intenções de voto. Outro dado que chama a atenção no levantamento são os 30% de indecisos faltando quatro meses para a eleição. Segundo o instituto, esse é um dos maiores índices de indecisos dos últimos pleitos a menos de quatro meses para as eleições.

O senador Magno Malta tem viajado por todo o Brasil divulgado suas bandeiras contra a legalização das drogas, pela redução da maioridade penal e pedindo prisão perpétua para narcotraficantes, pedófilos e corruptos.  
 
Sobre a pesquisa 

O Datafolha entrevistou 4.337 pessoas em 207 cidades brasileiras entre terça-feira (3) e quinta-feira (5). A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%. O levantamento está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-00144/2014.

Fonte: Datafolha e Assessoria de Imprensa, com informações Verdadegospel.com

Missionário cristão dedica sua vida para evangelizar em regiões onde cristãos são perseguidos e mortos

O missionário cristão Chris Franz tem um foco bem específico em seu ministério. Nascido na Alemanha e tendo passado boa parte de sua vida servindo em igrejas na Europa e nos Estados Unidos, Franz tem em seu coração um ardente desejo de pregar e evangelizar em regiões do mundo conhecidas por serem hostis ao cristianismo.

O foco central do ministério de Franz é o trabalho em locais povoados por tribos e grupos de pessoas conhecidas por matar aqueles que seguem o cristianismo. Ele começou o trabalho de seu ministério, Cristo é a Resposta (CITA, da sigla em inglês), em 1998 e desde então já realizou quase 100 cruzadas evangelísticas, que resultaram em milhares de pessoas entregando suas vidas a Cristo.

Segundo o Charisma News, o trabalho de Franz tem também como resultado inúmeros sinais e milagres, e o seu testemunho de já ter pregado em vários dos lugares mais perigosos no mundo para os cristãos. Um de seus recentes trabalhos missionários foi realizado em Wondo Genet, na Etiópia, onde ele viu milhares de pessoas sendo curadas e se convertendo a Cristo.

Seu ministério equipa e apoia uma rede de ministérios e missionários indígenas para plantação de igrejas, e vários destes missionários se tornaram mártires.
- É um preço que devemos pagar – afirma Franz, sobre os muitos missionários que deram suas vidas para evangelizar em terrenos hostis.

- Vivemos em um tempo em que não podemos mais permitir que qualquer coisa, até mesmo a morte, nos impeça de trabalhar nos campos de colheita de Deus. Estamos na última fase do cumprimento da Grande Comissão, e eu acredito que essas regiões do mundo são a última posição. Esta geração precisa ser salva! – ressalta o missionário.

Fonte: Gospel+

Com diversos tumores e desenganado pelos médicos, pastor usa seu testemunho para inspirar luta pela vida


O testemunho do pastor assembleiano Valdir Bulhões impressiona, não apenas pela expressão de sua confiança em Deus, mas também pela gravidade e extensão de seus problemas de saúde.

Bulhões tem cânceres – sim, no plural – espalhados nos pulmões, colunas lombar e toráxica, estômago e axila. Somente nos pulmões são 23 tumores. A descoberta aconteceu há 12 anos, e a evolução da doença já causou a amputação da perna direita, na altura virilha, onde o tumor explodiu os ossos.

“Independente de qualquer coisa, viva cada dia como se fosse o último e lembre-se que a sua vida tem um propósito de Deus”, diz o pastor, que adota esse princípio como um lema de vida. “Pela medicina eu estou sentenciado, mas pela vontade de Deus eu estou aqui, levando a palavra de Deus a quem precisa”, acrescenta.

Nesse tempo em que tem se mantido na luta contra a doença, viu o quadro se agravar de forma bastante rápida: “Eu descobri um caroço na coxa direita, na altura da virilha, e achei que fosse uma íngua. Descobri que estava com câncer. Fiz cirurgia e sessões de quimioterapia”, conta o pastor, antes de revelar que o tratamento foi insuficiente para evitar o surgimento de outros tumores que atacaram os pulmões, o tórax, o estômago e uma das axilas: “É um sarcoma das partes moles, o mesmo que tirou a vida do ex vice-presidente da República José de Alencar”.
Sua trajetória, sofrida, não o impede de fazer escolhas que definam seus rumos: “Já tive choques anafiláticos, minha perna explodiu, já tive nove sentenças de morte, mas a minha vida está dentro de mim e eu quero viver. Somos oito pastores na família, em ministérios diferentes. Eu sou da Assembleia de Deus. A nossa máxima é ‘insista, persista  e nunca desista’. Então a minha fé é uma fé exigente. Eu vou insistir, pois a vida me deu escolhas e eu escolhi viver e escolhi pregar a Palavra e enquanto tiver força eu vou pregar”, disse ao site Rede Sul de Notícias.

Para que sua história continue inspirando pessoas – e também para ajudar a custear o dispendioso tratamento – o pastor gravou um DVD: “Gravei testemunho de vida, palavras de fé, pois eu estou aqui, vivo, quando uma junta médica achou que estado em que me encontro deveria estar entubado, em coma. A medicina me desenganou, mas eu digo a mim mesmo que não vou, porque para Deus nada é impossível.  Ele sabe de todas as coisas e dá à sua vida um propósito. A minha vida é animar as pessoas, motivá-las a viver. Quando a minha esposa entra em desespero sou eu que vou acalmá-la  porque a minha fé é muito maior do que o desespero. É a minha fé que me faz viver”.

Fonte: Rádio Tempo de Amar

Grupo liderado por pastor evangélico faz trabalho de assistência a usuários de drogas em favela do Rio de Janeiro


Um projeto social liderado pelo pastor Célio Ricardo, líder da Igreja Evangélica Amor de Deus, tem buscado transformar a vida de viciados em drogas na favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, que foi recentemente “pacificada”.

O foco do trabalho é atender às centenas de viciados que se aglomeram nas calçadas da favela durante a madrugada em busca de mais uma pedra de crack e um isqueiro para acender o cachimbo com a droga. O pastor Ricardo e o grupo de evangelistas que o acompanha se reúne para distribuir comida para as pessoas que se aglomeram no local, e também para oferecer algum auxílio espiritual através de conversas e orações.

Segundo a Associated Press, o trabalho social dos evangélicos é acompanhado de perto pelo polícia local, que com armas na mão observam como o grupo se esforça para ajudar os viciados.

Apesar de estarem sempre levando comida e palavras de conforto para os usuários de drogas que se aglomeram nas calçadas da favela, o trabalho do grupo não se limita ao auxílio momentâneo e eles oferecem também apoio no centro de reabilitação Amor de Deus.
A igreja oferece abrigo aos viciados num bairro vizinho, em um edifício simples que é anexado à igreja. No local, os jovens rapazes dormem um ao lado do outro em camas de madeira, onde são colocados lençóis limpos e existe uns armários frágeis, onde os viciados podem guardar seus poucos pertences.

- No começo devem descansar porque esta droga os deixa exaustos e alucinados. Não querem comer e perderem a vontade de viver. Querem drogar-se até morrer e aqui tentamos reverter essa situação – explica o pastor.

Fonte: Gospel+

Acidente de trânsito na BR-153 mata cantora gospel e toda sua família

Uma cantora gospel e sua família se tornaram vítimas fatais num acidente de trânsito no último sábado, 31 de maio, na rodovia BR-153, no sul de Tocantins.

Kenia Almeida Leite Gonçalves, seu marido e seus dois filhos viajavam quando seu veículo colidiu com um ônibus no KM 744 da rodovia.

O motorista do ônibus afirmou em depoimento à Polícia Rodoviária Federal que colidiu frontalmente com o carro da família após desviar de dois caminhões que estavam parados no acostamento da rodovia. Agora, a polícia ainda investiga os detalhes do acidente para esclarecer o caso.

Kenia e família serviam numa igreja evangélica em Palmas, capital do estado. O templo da denominação abrigou o velório da família na madrugada de sábado para domingo, e o sepultamento aconteceu na tarde de ontem, de acordo com informações do G1.

Exemplo de liderança espiritual

Os pastores ou guias têm a responsabilidade de exercer uma liderança ética, evitando a ganância e também a imposição de sua própria vontade sobre o rebanho(1 Pe 5. 2).

A legitimidade dessa autoridade pastoral está na capacidade de servir de exemplo ao
rebanho(1 Pe 5. 3) e na firmeza doutrinária que demonstra em seu ensino(Hb 13. 7).

Sudanesa condenada à morte por apostasia será libertada nos próximos dias


A sudanesa cristã de 27 anos condenada à morte por apostasia (trair o Islã) será libertada nos próximos dias, anunciou neste sábado fontes das Relações Exteriores.

Meriam Yahia Ibrahim Ishag foi condenada à morte em 15 de maio em virtude da lei islâmica vigente no Sudão desde 1983, que proíbe as conversões, o que suscitou uma onda de indignação mundial. Na terça-feira, deu à luz uma menina na prisão.

"A mulher será libertada nos próximos dias, segundo os procedimentos legais que serão aplicados pelo poder judicial e o ministério da Justiça", declarou Abddullah Al Azraq, um subsecretário da chancelaria sudanesa, contatado por telefone em Londres pela AFP, sem dar maiores explicações.

Também não se sabe se as acusações serão arquivadas.

Poucas horas antes, o primeiro-ministro britânico David Cameron havia falado com o governo sudanês que anulasse a pena de morte.

Em 19 de maio, o governo britânico convocou o encarregado de negócios sudanês em função dessa condenação.

Segundo a Anistia Internacional, Ishag foi criada no cristianismo ortodoxo, a religião de sua mãe, já que seu pai, muçulmano, esteve ausente durante sua infância. Posteriormente, a jovem se casou com um cristão do Sudão do Sul.

Segundo a interpretação sudanesa da sharia (lei islâmica), uma muçulmana não pode se casar com um não muçulmano.

Meriam Yahia Ibrahim Ishag (seu nome cristão) também foi condenada a cem chicotadas por "adultério".

Antes do veredito, um chefe religioso muçulmano tentou convencê-la a voltar para o Islã, mas a mulher disse ao juiz: "Sou cristã e jamais cometi apostasia".

Fonte: Msn

O amor de Cristo sobe montanhas

“Fiz uma viagem emocionante para os Montes Nuba, a fim de coordenar a ajuda humanitária a famílias carentes nessa região. A ajuda incluía comida, mosquiteiros e remédios”, conta um colaborador da Portas Abertas.

O grupo participou do carregamento dos produtos e também acompanhou o processo de distribuição. Um total de 19 kits médicos, dois mil mosquiteiros e 10 toneladas de alimentos foi entregue e distribuído para clínicas e famílias necessitadas.

“Louvo ao Senhor pela dedicação de irmãos que tornaram possível essa distribuição”, conta o colaborador. Famílias de diferentes denominações receberam assistência em seis diferentes áreas.

Os líderes da Igreja ficaram muito agradecidos e aliviados com a ajuda, e disseram: “Estamos realmente muito agradecidos por nos trazerem este maravilhoso presente. Todas as igrejas ficaram muito felizes e apreciaram o que vocês fizeram e estão fazendo por elas. Obrigado mais uma vez a vocês por nos apoiar e por todas as doações”.

Pedidos de oração• Louve a Deus por essa ação de ajuda humanitária coordenada pela Portas Abertas que ajudou muitas famílias carentes em Nuba.
• Ore pela vida dos cristãos, que são alvo constante de ataques.
• Interceda para que os projetos da Portas Abertas na região sejam bem-sucedidos.

Fonte: Portas Abertas

Vereadora propõe projeto para leitura da Bíblia nas escolas curitibanas

A vereadora Carla Pimentel (PSC) apresentou na quarta-feira (28) na Câmara Municipal de Curitiba (PR) um projeto de lei que propõe a leitura da Bíblia nas escolas públicas e particulares da cidade.

Na visão da autora da proposta a ideia é de cunho educacional e não religioso, não ferindo o Estado laico.

“A leitura bíblica proporcionará aos alunos fundamentos históricos e sua iniciativa não se contrapõe ao Estado laico. Proibir a leitura bíblica nas escolas é uma intolerância que leva ao preconceito e um ato de discriminação”, disse Carla Pimentel.

A vereadora ainda explica que a Bíblia deve ser usada para pesquisa, uma vez que é um livro rico em informações culturais, arqueológicas e científicas, além disso ela acredita que a leitura irá contribuir com a formação de cidadãos de bem.

Antes de chegar às mãos do prefeito, o projeto deve passar por algumas etapas após ser protocolado e lido durante um pequeno expediente da sessão plenária. Após isso a proposta recebe uma instrução técnica da procuradoria jurídica e depois segue para as comissões temáticas do Legislativo.

Durante a análise dos colegiados, podem ser solicitados estudos adicionais, juntada de documentos faltantes, revisões no texto ou o posicionamento de outros órgãos públicos afetados pelo teor do projeto.

A assessoria de Carla Pimentel explica que se não for rejeitada pelas comissões temáticas, o projeto segue para a votação no plenário. Se for aprovado é enviado para o prefeito.

O projeto da vereadora evangélica deixa a cargo do Poder Executivo determinar se a leitura será opcional ou obrigatória.

Fonte: Gospelprime

Vídeo: Marcha para Jesus no Rio reúne mais de 500 mil pessoas



A Marcha para Jesus realizada neste sábado (31), no Centro do Rio de Janeiro, reuniu cerca de 500 mil pessoas. Fiéis vindos de diversos pontos da cidade, e também do Estado, participaram ativamente de toda a programação.

Assista ao vídeo:

Avec: conheça projeto que tem libertado muitas vidas das drogas

A Associação Vitória em Cristo (Avec) tem atuado em diversos projetos sociais com o intuito de manifestar o amor de Deus por meio de projetos socioeducativos e de evangelização. O resultado dessa iniciativa tem sido inúmeras vidas transformadas pelo evangelho e pela assistência social.

O semeador, projeto que assiste dependentes químicos, é uma das instituições patrocinadas pela Avec. Sua missão é promover a inclusão social de ex-dependentes químicos. “O objetivo da instituição é expandir o Reino de Deus, pregar o evangelho e ajudar as pessoas a vencerem a dependência química”, ressalta o pastor e criador do projeto, José Cosme Martins.

O atendimento é realizado em duas unidades adquiridas com o apoio financeiro da Associação Vitória em Cristo. Uma está localizada no bairro da Penha e a outra no município de Queimados, no Rio de Janeiro.

O centro de recuperação, na Penha, possui dois andares, quatro consultórios e capacidade para abrigar 21 internos. Antes da internação, os dependentes químicos passam por uma triagem na qual são atendidos por médicos, psicólogos, terapeutas, assistentes sociais e dentistas. Já a unidade de Queimados (RJ) tem capacidade para atender 40 pessoas, que são assistidas por profissionais qualificados na área de saúde. Além desse trabalho, são realizados estudos bíblicos e cultos semanais no local.

Fonte: Avec