CURTA NOSSA PÁGINA !!!

Faça parte de nossas redes sociais e nosso canal no youtube.

Esposa de Saeed Abedini se encontra com Barack Obama

Naghmeh Abedini, esposa de Saeed Abedini, conseguiu se encontrar com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nesta quarta-feira (21) e pedir ações para que seu esposo seja solto da prisão no Irã, onde está preso desde 2012.

O encontro aconteceu depois de Naghmeh ter enviado uma carta aberta ao presidente que passaria por Boise, em Idaho, onde ela reside, para participar de um evento.

Na carta a esposa do iraniano comentou que ele sofre por estar longe de seus filhos, além de ser vítima de uma perseguição religiosa, pedindo então para que Obama pudesse se encontrar com ela.

O encontro aconteceu e por cerca de 10 minutos Naghmeh pode conversar com o presidente americano e no final da conversa ela se mostrou bastante otimista.

“Estou extremamente grata ao presidente por tirar um tempo para se encontrar com a nossa família. Ele nos disse que garantir a libertação do meu marido é uma prioridade”.

A esposa de Saeed aproveitou o momento e agradeceu a oração de todos os cristãos do mundo que não se esquecem de orar pelo pastor preso. “Eu sei que este encontro não poderia ter ocorrido sem a oração, e sou grata a muitas pessoas em todo o país e do mundo que continuar orar pela libertação do Saeed”. Com informações Gospel prime

Cristãos sírios lutam para manter a sua esperança em Deus

19_Siria_0260010112

O líder religioso Nawras Sammour, vivendo entre os 7,6 milhões de refugiados internos na Síria, observou a guerra que tem assolado o país em duas etapas. A primeira: quando as pessoas estão em estado de alerta, com fome de informações, nas ruas, em aldeias e campos de refugiados, falando umas com as outras, tentando entender o que está acontecendo e o que vai ocorrer a seguir.

Mas tudo para às seis horas da tarde, quando a maioria dos refugiados se reúne para passar a noite com seus familiares, tentando sobreviver até o dia seguinte. Então, a partir desse horário começa a segunda etapa: muitos refugiados decidem perambular pelas ruas, segundo Nawras.

"Eles andam cercados de morteiros e simplesmente não se importam", disse ele. "O mais importante é viver o momento presente. Amanhã? Ninguém se importa com isso. Para mim, essa segunda etapa é bem mais perigosa do que a primeira. É o fatalismo. Esperança e fatalismo não se encaixam."

Nawras não culpa os sírios por perderem sua esperança. "É muito difícil manter a confiança e esperança em uma situação como essa”, disse ele. "Porque não há escapatória. É um círculo vicioso de violência e não temos perspectiva no horizonte."

7,6 milhões de sírios deslocados internamente já é bastante preocupante; mas os números não param por aí. O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) tem 3,2 milhões de refugiados sírios registrados na Turquia, Líbano, Jordânia, Iraque e Egito. O Observatório Sírio para os Direitos Humanos com sede em Londres conta mais de 76 mil mortos em 2014, revelando que esses três anos e meio de guerra civil somam 206.603 vidas perdidas. Os números de 2014 incluem 3.500 crianças e 18 mil civis mortos.

Para os cristãos da Síria o futuro parece sombrio. "Nenhuma das possíveis soluções para a crise síria inclui os cristãos", comenta Sammour. "A Síria considera sua divisão como uma região para os curdos, outra para os sunitas, uma terceira para os alauítas e uma quarta região para os drusos. Os cristãos? Eles estariam no entorno. Agora, eu diria que eles são completamente ignorados."

Para os milhões de sírios deslocados pelo conflito no país, a vida é uma batalha diária. Não é uma luta apenas para se manter vivo; o tempo frio, a falta de comida e abrigo também contribuem para que os saldos do conflito sejam ainda mais negativos. Além disso, é preciso determinação para manter a esperança viva e encontrar uma razão para seguir em frente. O futuro parece desanimador, especialmente para os cristãos sírios, mas eles se esforçam para manter sua esperança em Deus.

Fonte: Portas Abertas

NÃO TIRE FÉRIAS DE DEUS !


" Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu:" Ec 3. 1

O mês de janeiro é um período em que muitos cristãos tiram suas férias e viajam. Alguns nesse tempo não apenas tiram férias de suas atividades diárias de trabalho, mas também tiram férias da Bíblia, da prática da oração e até da igreja. Lembre-se: quanto mais perto de Deus você estiver, mais revigoradas serão suas forças, porque o vigor não vem principalmente do lazer; mas, vem sobretudo de Deus, a fonte de todo bem.

Hernandes Dias Lopes.

2014 foi marcado pelo crescimento da perseguição aos cristãos

2014 foi marcado pelo crescimento da perseguição aos cristãos
Enquanto os olhos do mundo pareciam fixos para a Síria e o Iraque em 2014, a vida dos cristãos piorou de maneira ainda mais profunda na África, segundo o relatório anual sobre a liberdade religiosa publicado esta semana.
A situação deteriorou-se mais rapidamente na África subsaariana, em países onde o extremismo islâmico é a principal fonte de pressão sobre os cristãos. O ranking World Watch List, coproduzido pela Missão Portas Abertas, publicada desde 1993, classifica os 50 países considerados mais hostis aos cristãos durante um período de 12 meses. Ele examina a liberdade religiosa para os cristãos em cinco áreas: privado; família; comunidade; nacional; e da igreja. Também mede os índices de violência com morte.
A lista aponta que 4.344 cristãos foram mortos por causa da sua fé no ano passado, mais que o dobro dos 2.123 do relatório de 2013, e mais que o triplo do 1.201 de 2012. A maioria dessas mortes ocorreu na Nigéria, onde 2.484 vítimas foram mortas, e na República Centro-Africano, onde 1.088 pessoas pereceram.
De modo geral, os índices dos 50 países aumentaram em quase 10 por cento em comparação com a lista publicada no início de 2014. Inegavelmente, a violência contra os cristãos vem numa ascendência sem paralelo nas últimas décadas.
O relatório também aponta um ressurgimento de hostilidade anticristã em partes da Ásia e da América Latina, regiões onde as condições tinham sido relativamente favoráveis em anos anteriores. Pela primeira vez em três anos, o México está de volta na lista, em 38º lugar.
Em 40 dos 50 países do ranking de perseguição, a Portas Abertas aponta para o “extremismo islâmico” como a principal fonte de preocupação.
“É justo dizer que o extremismo islâmico tem dois centros globais de atuação. Um no Oriente Médio árabe, mas o outro está se firmando na África subsaariana, onde até mesmo estados de maioria cristã estão experimentando níveis sem precedentes de exclusão, discriminação e até a violência”, afirmou Ron Boyd-MacMillan, diretor estratégia e pesquisas da Portas Abertas.
Tiffany Lynch, analista política da Comissão Internacional Sobre Liberdade Religiosa, acredita que o grande catalizador do último ano foi o fortalecimento da organização terrorista Estado Islâmico. Por causa disso, grupos como Boko Haram e al-Shabaab, grupos islâmicos que atuam na África, foram estimulados a subir o grau de violência.
Com exceção da Coréia do Norte, que permanece como número 1 na Lista desde a sua criação, onde a motivação para perseguir é ideológica e não religiosa, nos outros países essa é a tendência. Líderes hindus e budistas fundamentalistas sentem-se ameaçados pelo crescimento do cristianismo e tem reagido fortemente em locais como Laos, Sri Lanka e Índia.
A propósito, a Índia ocupa hoje sua posição mais alta no ranking desde que este foi criado.  O objetivo da Portas Abertas é chamar atenção para fatos que normalmente não são destacados pela mídia. Os três países que não estavam na lista em 2014, mas aparecem na de 2015 são Turquia (41º), México (38º) e Azerbaijão (46º). Os dez países onde os cristãos enfrentaram a maior pressão e violência em 2014 foram:
1 – Coreia do Norte
2 – Somália
3 – Iraque
4 – Síria
5 – Afeganistão
6 – Sudão
7 – Irã
8 – Paquistão
9 – Eritreia
10 – Nigéria

Igrejas distribuem 300 Bíblias em município baiano

Igrejas distribuem 300 Bíblias em município baiano


A Primeira Igreja Batista de Teixeira de Freitas (BA) realizou uma ação de evangelização no bairro de Limeira, que fica na cidade Prado, município vizinho, levando 300 exemplares da Bíblia aos moradores.
A ação serviu para comemorar o Dia da Bíblia (lembrado todo o segundo domingo de dezembro) tendo parceria das igrejas locais como Assembleia de Deus e Igreja Deus da Profecia.
O Dia da Bíblia foi criado em 1549 na Grã-Bretanha e trazido ao Brasil em 1850 por missionários vindos da Europa e Estados Unidos. Só em 2001 é que a data passou a fazer parte do calendário oficial brasileiro e desde então todos os anos igrejas de diferentes denominações realizam eventos para celebrar o Dia.
Evangelismo na Bahia 2
Os evangélicos daquela região na Bahia resolveram distribuir a Bíblia para os moradores e saíram pelo bairro evangelizando e entregando os exemplares do Livro Sagrado. A mensagem de salvação foi entregue a todos os lares da comunidade e até mesmo quem passava pelas ruas foi impactado pela ação.
Após entregar todas as Bíblias os cristãos se uniram e fizeram um culto na praça, surpreendendo a todos com uma mensagem de salvação.

Billy Graham figura na lista dos 10 homens mais admirados do mundo pela 58ª vez consecutiva

Billy Graham figura na lista dos 10 homens mais admirados do mundo pela 58ª vez consecutiva

Nesta última segunda feira (29), o Instituto Gallup divulgou sua lista anual feita a partir de um levantamento com 805 pessoas nos Estados Unidos sobre os homens e mulheres mais admirados no mundo. Pela 58ª vez consecutiva, o reverendo Billy Graham figurou entre as pessoas citadas.

A lista é compilada através da resposta à pergunta: “Qual [mulher/homem] que você já leu ou ouviu falar, que está vivendo hoje em qualquer parte do mundo, que você mais admira?”. Em primeiro lugar entre os homens, aparece o presidente norte americano Barack Obama, seguido pelo papa Francisco. Já entre as mulheres, Hillary Clinton ficou em primeiro lugar, com a apresentadora de TV Oprah Winfrey em segundo.

Billy Graham foi colocado em quarto lugar na lista dos homens admirados de 2014, empatando com o ex-presidente George W. Bush.

O evangelista, de 96 anos, tem figurado neste “top 10” todos os anos desde 1963 (exceto 1976, quando a pesquisa não aconteceu). Ele também apareceu na lista nos anos anteriores, entre 1955 e 1961.

Confira abaixo a lista original dos 10 homens e mulheres mais admirados no mundo:


lista-homens-mais-admirados