CURTA NOSSA PÁGINA !!!

Faça parte de nossas redes sociais e nosso canal no youtube.

Pastor Saeed Abedini é espancado novamente na prisão e esposa teme por sua vida; Ore

O pastor Saeed Abedini, preso no Irã, sofreu novo atentado contra sua vida na última semana, ao ser espancado por um de seus companheiros de cela.

Abedini, que é iraniano mas obteve cidadania norte-americana, vem sofrendo agressões físicas e tortura reiteradas vezes, o que desencadeou sérios problemas de saúde.

De acordo com o Centro Americano Para Lei e Justiça (ACLJ, na legenda em inglês), na última quarta-feira, 10 de junho, um membro da família de Abedini recebeu autorização da direção do presídio para visitá-lo, e na ocasião, relatou o espancamento.

O pastor afirmou ao parente que o detento que o agrediu estava acompanhado de outros detentos, que quebraram uma pequena mesa instalada na cela, que ele usava para estudar a Bíblia Sagrada. Na sequência, Abedini foi esmurrado no rosto, e o espancamento só terminou depois que guardas interviram na situação.

Abedini contou ainda que quando foi socorrido, foi levado ao médico da prisão e foi examinado. Os exames não constataram nenhuma fratura, mas o pastor tinha o corpo com diversos hematomas.

A esposa de Abedini, Naghmeh, voltou a pedir a libertação do marido e disse temer pela vida do pastor: “É devastador para mim e para minha família saber que Saeed tenha sido espancado e ter voltado de novo para prisão. “É hora de conseguir que Saeed seja liberto da prisão, ante que seja tarde demais”, disse, segundo informações do Noticias Cristianas.

Saeed Abedini é perseguido por guardas e detentos da prisão onde está detido por ter deixado o islamismo para se converter ao Evangelho, e ter se tornado pastor. Até sua prisão, em setembro de 2012, ele atuava como missionário em sua terra natal, onde trabalhava na construção de um orfanato. Em janeiro de 2013 ele foi condenado a oito anos de prisão acusado de espionagem internacional, pois fazia frequentes viagens entre os Estados Unidos e o Irã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário