CURTA NOSSA PÁGINA !!!

Faça parte de nossas redes sociais e nosso canal no youtube.

Selo raro revela que mulheres tinham poder em Jerusalém na era pré-cristã

O objeto indica que ela seria dona de uma propriedade e realizava negócios. (Foto: AFP/ Getty Images)

Uma esposa ideal deve prover as necessidades de sua casa enquanto seu marido está envolvido nos assuntos públicos e legais, de acordo com os relatos do livro bíblico de Provérbios 31:10.

Mas parece que 600 anos antes do nascimento de Cristo, algumas mulheres tinham um poder que era, normalmente, mais associado com os homens da época.

Um raro selo de 2.600 anos que leva o nome de uma mulher chamada “Elihana” foi encontrado por arqueólogos em Jerusalém, capital de Israel. O objeto indica que ela seria dona de uma propriedade e realizava negócios.

Outro selo que carrega o nome de um homem foi encontrado nas proximidades. Os selos de Elihana bat Gael e Sa'aryahu ben Shabenyahu foram encontrados pela Autoridade de Antiguidades de Israel no parque nacional de Davi.

Sobre o primeiro selo, os arqueólogos disseram: "O selo mostra que ela foi uma exceção em comparação com outras mulheres desse período: ela tinha um estatuto jurídico que lhe permitiu realizar negócios e possuir propriedades.

Os selos foram encontrados após nove anos de escavações, que levaram os arqueólogos aos estratos da antiga Jerusalém no período do Primeiro Templo. Os dois selos foram encontrados dentro de um edifício feito de pedras de cantaria, que foi supostamente usado como um centro administrativo.

"Selos pessoais, tais como os de Elihana e Sa'aryahu, foram utilizados para assinar documentos e eram frequentemente incrustados no anel usado pelo proprietário”, Doron Ben-Ami, Yana Tchekhanovets e Salomé Cohen, diretores da escavação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário